Desfile temático da Festiqueijo atrai duas mil pessoas

Carros alegóricos, coreografias, encenações, arte, gastronomia, música e dança. O Desfile Temático do 31º Festiqueijo invadiu a Buarque de Macedo, no Centro de Carlos Barbosa,  numa reverência aos povos que contribuíram para a formação do município. Hábitos e costumes que hoje estão presentes no cotidiano dos barbosenses e que foram passados de geração em geração num legado dos imigrantes, foram fielmente representados em cada detalhe. Nem mesmo as baixas temperaturas e a cerração tradicional impediram que duas mil pessoas assistissem ao espetáculo numa demonstração de respeito e homenagem às quatro etnias predominantes: italiana, alemã, polonesa e suíça.

Foram 400 figurantes e 2h30min de desfile. A primeira equipe a pisar na avenida foi a Otávio Augusto que representou os alemães. O colorido e a alegria contagiaram o público que dançou ao som das músicas típicas. O carro alegórico e as bicicletas Zig Zag Zue trouxeram irreverência e diversão. Quando a equipe Kicerração começou seu desfile, a neblina entrou em cena como se fosse efeitos especiais. A cultura italiana foi evidenciada pelos ofícios dos imigrantes. O trabalho, os jogos, a religiosidade e a alegria foram embalados por uma tarantela.

A terceira etnia foi a polonesa, homenageada pela equipe Tutti Matti. Com música própria, eles demonstraram a alegria da cultura através da dança e do colorido de seus trajes típicos. No carro alegórico, as cores da bandeira da Polônia – branco e vermelho - e o brasão nacional, além do ilustre Papa João Paulo II, Karol Wojtyla, representado por um figurante. Os suíços encerraram o desfile com a equipe Pocchi & Madone. Eles exibiram estandartes e uma dança típica do povo suíço. No carro alegórico, a representação de uma casa dos Alpes Suíços com seu lindo jardim. Ao término, uma muda de flor foi entregue ao público num convite a se unir a aventura de homenagear e passear pela Suíça.

Berço das colonizações suíça e polonesa no Rio Grande do Sul, Barbosa, como é carinhosamente chamada, também tem forte expressão das culturas italiana e alemã, além de outras oito etnias. O resultado é uma comunidade com grande diversidade étnica, que se orgulha de ser miscigenada. A história viva destes imigrantes estará presente durante todo o mês de julho na Vila das Etnias, na Rua Coberta, trazendo um resgate justo e merecido da trajetória dos formadores da comunidade.

 O prefeito de Carlos Barbosa, Everson Kirch, de descendência alemã, assistiu ao desfile juntamente com o presidente do Festival, Cláudio Chies, o vice-cônsul da Itália no Rio Grande do Sul, Gelson Castellan e o Cônsul Honorário da Suíça no Rio Grande do Sul, Gernot Haeberlin, além do vice-presidente da Braspol Nacional, André Hamerski. “O Desfile Temático foi um presente a Carlos Barbosa, uma cidade de muitos povos, que se orgulha da sua gente e que está de braços abertos para receber todos os visitantes do Festiqueijo”, destaca Chies.

SERVIÇO

O que? 31º Festiqueijo

Quando? De 1º a 31 de julho, somente de sexta a domingo

Local? Salão Paroquial da Igreja Matriz de Carlos Barbosa

Horários: Sextas-feiras: 14h às 23h; Sábados: 11h às 23h; Domingos: 10 às 17h

Ingressos: sextas-feiras e sábados, de 8 a 12 anos pagarão R$ 80,00 e a partir de 13 anos R$ 195,00; aos domingos, de 8 a 12 anos pagarão R$ 80,00 e a partir de 13 anos R$ R$ 175,00. Menores de 8 anos entrada gratuita. Área Vip R$ 380 por pessoa para qualquer dia do evento.

Vila das Etnias (Rua Coberta) – ACESSO GRATUITO.

Deixe uma Resposta