Burberry anuncia colaboração com Vivienne Westwood

A estilista britânica Vivienne Westwood fará uma colaboração com a Burberry em uma coleção com peças icônicas recriadas, em comemoração ao estilo e a herança britânicos. A coleção em edição limitada, que será a primeira colaboração da Burberry com Riccardo Tisci a frente da marca, será lançada em dezembro de 2018.

Vivienne Westwood foi uma das primeiras estilistas que me fez sonhar em ser designer e, quando comecei na Burberry, sabia que seria a oportunidade perfeita para me aproximar dela e fazer algo em parceria. Ela é rebelde, punk e inigualável em sua representação única do estilo britânico, que inspirou muitos de nós. Estou tão incrivelmente orgulhoso do que estamos criando juntos. Riccardo Tisci

A colaboração apoiará a instituição Rainforest Charity http://www.coolearth.org. A Cool Earth é uma organização sem fins lucrativos que trabalha em conjunto com comunidades em florestas tropicais para deter o desmatamento e seu impacto na mudança climática.

Riccardo Tisci, Vivienne Westwood e Andreas Kronthaler c Courtesy of Burberry Brett Lloyd

Vivienne Westwood começou a desenhar em 1971, juntamente com seu então parceiro Malcolm McLaren em Londres. Na época, eles usavam sua loja na Kings Road, em Londres, para mostrar suas peças e ideias. Até que, em 1976, suas novas ideias de moda vieram a mudar não apenas do nome da loja, mas também a decoração, quando Westwood e McLaren definiram a cultura de rua de punk criando a Seditionaries.

No final dos anos 70, Vivienne Westwood já era considerada um símbolo da vanguarda britânica e, para coleção outono/inverno de 1981, apresentou seu primeiro desfile, no Olympia, em Londres. Westwood, em seguida, voltou-se para as tradicionais técnicas de alfaiataria da Savile Row, usando tecidos britânicos e obras de arte dos séculos XVII e XVIII como inspiração.

1989 foi o ano em que Vivienne conheceu Andreas Kronthaler, que mais tarde se tornaria marido e parceiro de longa data, além de diretor de criação da marca. Em 2004, o museu Victoria & Albert, em Londres, organizou uma exposição retrospectiva de Vivienne Westwood para celebrar seus 34 anos na moda - a maior exposição já dedicada a um estilista de moda britânico.

Em 2006, sua contribuição para a moda britânica foi reconhecida oficialmente quando foi nomeada a Dama do Império Britânico por Sua Majestade, a Rainha Elizabeth II, e em 2007 recebeu o prêmio "Outstanding Achievement in Fashion" no British Fashion Awards em Londres.

Vivienne Westwood é uma das últimas empresas independentes de moda do mundo. Sempre contestando através do tempo, a marca é mais do que a produção de roupas e acessórios. Westwood busca sempre chamar a atenção para a conscientização sobre questões ambientais e de direitos humanos.

Com um recorde que abrange mais de quarenta anos no mercado da moda, a marca Vivienne Westwood é agora reconhecida como uma marca global e a própria Westwood como uma das mais influentes designers de moda e ativistas no mundo de hoje.

 

Quem escreve por aqui é Vanessa Vargas, formada em Relações Públicas pela UFRGS, empreendedora e mãe do Antônio.

Deixe uma Resposta