Samba, Frida e Figurino na Imperadores do Samba

Nesta semana o RSBloggers acompanhou o ensaio da Imperadores do Samba. A escola nos recebeu muito bem e reservou um camarote para conferirmos tudo de perto. A energia do ensaio é incrível. Recomendo!

Aproveitei a oportunidade para matar a curiosidade que sempre tive sobre esse fantástico mundo do Carnaval.  E claro que tem a ver com figurino e com o enredo deste ano que vai levar para a avenida a trajetória da pintora mexicana Frida Kahlo: “Sou Resistência e não me Kahlo: Frida: Sou México em Flores, Cores e Amores: Diva entre Imperadores”. Confere as perguntas que fiz para a Escola:

Como é feita a escolha do enredo? Quanto tempo antes essa escolha é feita?

A escolha do enredo geralmente é feita após o carnaval. Por exemplo: No final do desfile de 2016 já tínhamos definido o enredo de 2017. Procuramos sempre projetar o próximo carnaval para podermos nos organizar e buscar incentivadores e patrocinadores. Sempre trabalhamos com dois ou até três tipos de enredo. Aí só definimos em qual ano e desfile usar.

O que atraiu a Imperadores do Samba para contar a história de Frida Kahlo?

Estamos apostando em um enredo colorido, divertido e ousado. A pintora Frida Kahlo é ícone de moda e talento com suas inúmeras obras e telas. No nosso desfile não vamos contar somente a trajetória de vida da Frida. Queremos algo criativo e com muitas cores. No carnaval, o interessante é chamar a atenção para um desfile “para cima”, com muitas cores. Até mesmo a morte, por exemplo, pode ser festejada em grande estilo, muito colorido e brilho como as comemorações da morte mexicana,.

Como o figurinista, Luciano Maia, trouxe este universo para as fantasias?

O figurinista Luciano Maia é experiente no ramo do carnaval e, principalmente, em desenhos e protótipos dos mais diversos tipos. Ele procurou ousar, mas sem deixar as referências marcantes da história da Frida. Nas fantasias, ele aposta na originalidade da Frida, mas “carnavalizada”, com um toque do samba e carnaval, considerado a maior festa popular. É como se as telas e pinturas de Frida ganhassem vida, em um desfile criativo, mas, ao mesmo tempo, contextual.

Que elementos farão essa composição?

Elementos da história da Frida. As fantasias serão de grande porte. Adereços marcantes e  esplendores extremamente coloridos.

Que outras cores, além do vermelho e branco, serão apresentadas na passarela?

Neste desfile, vamos utilizar todas as cores possíveis. A ideia é levar o colorido da Frida para as pessoas ue integrarão as alas da escola. Obviamente que não fugiremos das cores tradicionais da Imperadores, o vermelho e branco, mas a ideia é carnavalizar e colorir a avenida.

Qual o processo de criação das fantasias?

O Luciano trabalha com inspiração a todo o momento, é um processo que leva algum tempo. Para poder desenhar os modelos de alas e destaques da escola, primeiramente ele precisa estudar o enredo para depois começar  a ter as inspirações. Ele costuma entregar primeiro os desenhos das alas, até por que serão 20, para que os integrantes já possam iniciar a confecção dos modelos. Depois, dos destaques como casais de mestres-salas e portas bandeiras, passistas, mulatas, e por fim, os destaques de carro alegórico e composições.

A Imperadores vem mantendo a média de desfilar com aproximadamente 2 mil pessoas distribuídas em 22 alas e 5 carros alegóricos. É muito trabalho. Boa sorte Imperadores do Samba!

Vanessa Vargas

Quem escreve por aqui é Vanessa Vargas, formada em Relações Públicas pela UFRGS, Técnica em Produção de Moda pelo SENAC e estudante de Jornalismo na PUC-RS. Divide seu tempo sendo mãe do Antônio e atuando como Analista de Marketing.

Vanessa Vargas