O Boticário relança Insensatez

Gente eu AMAVA o perfume Insensatez! Na época, era normal os jovenzinhos terem uma agenda onde guardavam coisas legais, tipo embalagem do bombom que o crush deu. É... era assim, não tinha internet, selfie ou algo semelhante. Na minha agenda eu tinha uma amostra do Insensatez, deixava ela toda cheirosa, e daí nasceu meu amor pelo perfume. Agora, para minha alegria ele voltou, e com novidades: é uma fragrância genderless!

O Boticário acredita que cada um é livre para fazer as suas escolhas e ser quem quiser. E se as pessoas querem cada vez menos rótulos, por que não tirá-los também da fragrância? Pensando nisso, a marca líder em perfumaria no Brasil traz de volta ao seu portfólio Insensatez, uma fragrância cítrica fresca sem gênero – criada para eles e para elas.

“Insensatez é atemporal e combina notas cítricas e refrescantes com a intensidade da madeira e um pequeno toque floral. Por isso, ela não tem gênero, agrada homens e mulheres”, explica o gerente de Perfumaria do Boticário, Jean Bueno. Segundo o executivo, uma fragrância genderless tem tudo a ver com os jovens de hoje, que não ligam para rótulos e valorizam a sua individualidade. “Olhando para eles, vimos a oportunidade de resgatar a marca Insensatez que tem um discurso mais transgressor”.

Desde que saiu do portfólio, a marca é uma das mais pedidas pelos consumidores do Boticário, tanto nas redes sociais quanto na Central de Relacionamento com o Consumidor (CRC). “Isso mostra como a fragrância continua contemporânea e conversa muito com o consumidor,” diz Bueno. Ela volta agora convidando o consumidor a fugir dos rótulos, mostrando que insensato é ele tentar ser quem não é.

A novidade chega em fevereiro nas lojas do Boticário de todo o Brasil e também estará disponível no e-commerce (www.boticario.com.br) e com as revendedoras da marca.

Serviço

Desodorante Colônia Insensatez- 100ml

Preço sugerido: R$ 89,90

A revigorante combinação de notas cítricas frescas com um fundo amadeirado, ambarado e musks.

Uma fragrância sem gênero que une a dualidade de ingredientes masculinos e femininos. A delicadeza das flores e a intensidade da madeira, misturadas a notas cítricas e refrescantes.

Vanessa Vargas

Quem escreve por aqui é Vanessa Vargas, formada em Relações Públicas pela UFRGS, Técnica em Produção de Moda pelo SENAC e estudante de Jornalismo na PUC-RS. Divide seu tempo sendo mãe do Antônio e atuando como Analista de Marketing.